• Taka fisioterapia

Prevenção de lesões no tênis: você está dando a devida atenção ao seu corpo?

Atualizado: 4 de dez. de 2018

Por: Luiz Augusto Borges

O tênis é um dos esportes individuais mais praticados no mundo, com uma estimativa de 75 milhões de praticantes espalhados pelo globo. Assim como outros esportes, o tênis apresenta benefícios a saúde cardiovascular do praticante e está associada a uma redução da mortalidade por qualquer causa, porém sua prática também pode gerar repercussões negativas, como as lesões musculoesqueléticas. A taxa de lesões no tênis é estimada em aproximadamente três lesões a cada 1000 horas jogadas e o custo anual para o tratamento dessas lesões pode chegar a R$ 15 milhões. Além disso, muitas vezes o praticante tem que se afastar do esporte por um período prolongado, o que nunca é fácil quando gostamos tanto de praticá-lo e ainda pode ser maléfico por manter o indivíduo menos ativo fisicamente.


Apesar de as lesões musculoesqueléticas acarretarem prejuízos econômicos e físicos, parece que a prevenção das mesmas não está recebendo muito importância por parte dos próprios tenistas. Um estudo recente, publicado em 2018, realizado com atletas amadores de tênis, mostrou que 53% dos atletas não tinham conhecimento adequado sobre prevenção de lesões e que 45% deles não estavam dedicando tempo suficiente a prevenção. De forma complementar, o estudo mostrou que um programa de exercícios de apenas 10 minutos, realizado duas vezes por semana foi eficiente para a redução do número de lesões sofridas entre os tenistas.


O presente estudo só confirma o que o ditado popular já nos dizia “é melhor prevenir do que remediar”. A prevenção parece ser o caminho mais fácil e barato para mantê-lo jogando com saúde e qualidade. Por meio de uma avaliação direcionada, profissionais capacitados são capazes de identificar fatores que podem aumentar o risco de você sofrer uma lesão e, a partir disso, é possível estabelecer intervenções (como exercícios específicos, por exemplo) para reduzir ao máximo esse risco. Já pensou em fazer uma avaliação?


Referência bibliográfica:

PAS, H. I. M. F. et al. Systematic development of a tennis injury prevention programme. BMJ Open Sport Exerc Med, v. 4, n. 1, p. e000350, 2018. ISSN 2055-7647. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29719728 >.


55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo